Arquivo por mês: fevereiro 2011

fev 28

Segunda feira, sem eira nem beira…

De manhã o claro dia ainda chuvoso, cinza claro dia manhoso, recebeu-nos de modo tímido. Sem pensar muito no que viria, saímos e as ruas estranhamente vazias, davam ares do falecido domingo…Não sei se as pessoas se acanharam e demoraram-se em suas casas, ou se precipitadamente saíram antes para chegar antes. O fato era que …

Continue lendo »

fev 27

12 minutos

Daqui a doze minutos estaremos todos em sintonia, numa doce magia de um doce enredar estaremos ungidos e de tudo esquecidos para sempre lembrar daqui a doze minutos absolutos na sala de jantar teremos o alimento da alma na calma de um doce olhar Daqui a doze minutos tudo será canção tudo unção e tudo …

Continue lendo »

fev 23

Flor de lotus

Voz de menina, coração de mulher, mente tranquila quando puder, o tempo passado e o tempo não ido, terão te assistido quando o outono vier. Nutre sempre a lembrança, dos tempos que quase criança, copiavas sem fim papeis diversos e versos escritos por outros e por mim. O tempo passou e tu também a vida casou …

Continue lendo »

fev 22

Ovos fritos

Desci as escadarias no final da rua, sai logo mais adiante na avenida movimentada, o sol já estava lá como um imenso ovo frito no céu. Cheguei no ponto de ônibus e esperei. Alguns minutos de espera sob o sol e o calor já havia tomado conta de mim, pequenas gotas de suor ensaiavam escorrer em …

Continue lendo »

fev 18

Nós podemos

digitalizar0058

Sim nós podemos, podemos juntos crescer sentir e amar podemos sofrer e chorar e também podemos sonhar. Sim eu posso sonhar, com um país em que eu possa sorrir, onde o vento sempre traz poesia, e quando a chuva fina chegar andaremos todos olhando o céu e brincaremos de gente grande porque é grande o …

Continue lendo »

fev 18

Prece para uma saudade

digitalizar0067

Que todo meu ser, se perpetue em ti querer. E que toda a minha alma… se perca! E que todo o meu saber… pereça…, diante de você. E que minha espera se perpetue, e que a solidão seja infinita, para que jamais seja extinta a falta que sinto de vocês.

fev 18

O que os olhos nos dizem

digitalizar0058

O que os olhos nos dizem? Nos dizem que há sonho que há amor que há saudade que não importa a idade é sempre tempo de olhar… E assim sem palavras e sem perdões só temos que nos olhar nossos corações… E saberemos o que fazer.

fev 17

Um trem

Tudo cabe num trem eu você e mais de cem, tudo cabe no meu trem eu você e mais niguém. Como os trilhos  paralelos caminhamos lado a lado sem nunca nos tocarmos sem nunca nos unirmos sem nunca nos soltarmos. E como dormentes, nossos sentidos latentes de quem sente e ressente a proximidade do ser …

Continue lendo »

fev 16

Os pedaços do passado e do bolo sobre a mesa.

O dia começa como se nunca tivera fim… estranhamente o que só muda são números no calendário tombado na mesa, os pedaços do bolo que ontem comíamos estão ali como testemunhas de um passado recente e estão creio que, passados também, ainda agora era ontem e então a luz ressurge e estamos já no futuro, …

Continue lendo »

fev 15

Cada um cada um, cada qual cada qual.

Essa coisa de individualidade é uma coisa, essa coisa de individualismo é outra coisa. Individualidade é você poder escolher a roupa que mais gosta, individualismo é você querer aquela roupa só para você, mesmo que alguém deva andar nu. Individualidade é você ter opinião própria e defendê-la, individualismo é você nem querer saber a opinião …

Continue lendo »

Posts mais antigos «