«

»

mar 04

Sementes ao vento…

Como sementes ao vento as nossas idéias,
como sementes de dente de leão
como sementes ao vento elas se vão,
Cada pensamento em cada momento,
é toda uma geração.

Somos um e somos cem.
Mentes espalhadas e perdidas
encontradas e feridas
preservadas e pervertidas,
numa imensa comunhão.
Somos todos dente de leão…
Dormentes, latentes sãos e doentes
em eterna união…

Nossos pensamentos, sementes ao vento
ternura e tormento, só vinho e solidão.
Novos pensamentos, sementes do vento,
escritura e momento, sozinho e multidão.

Como sementes ao vento,
nossas idéias se vão,
cada pensamento um nascimento
de uma nova geração.

Deixe uma resposta