«

»

maio 19

Ou vir.

Suave idade.

Ver-te vertendo de amor,

sentir por entre as flores o teu olor,

ter as mãos a tocar e sentir,

e o divino paladar de um beijo a ir e vir…

Ver verdejar

o pequeno e lindo pomar,

mais que cores perfumes e flores,

o sal da tua vida e de tua última lágrima dorida,

e a força de teu braço em abraço,

e a luz de tua aura iluminada,

mais que o som, mais que uma palavra muda no ar

é o teu peito sereno,

e o teu silêncio a falar.

Deixe uma resposta