Arquivo por mês: julho 2011

jul 29

Re aprender.

escrevendo

Saber… e saber que não se sabe tudo, sabemos que para saber é preciso ouvir e aprender… aprender a falar e refletir pensar e sentir… Todos somos sabedores em alguma coisa somos doutores… O semeador sabe semear, o professor sabe cativar, o poeta sabe rimar. Nos cordéis diários da vida, nos capítulos de nossas próprias novelas, …

Continue lendo »

jul 27

Páginas viradas

sabedoria

Há pessoas que são poemas, prosa e poesia, sonho, valsa e fantasia, olhar de noite e olhar de dia. Há pessoas que são sonhos que são flor e céu tristonho, sim pessoas hão que existir para teus pés de flores recobrir. E quando tu partires as saudades que sentires farão você voltar. Páginas que virão …

Continue lendo »

jul 27

Cada olhar

imagesCA9HLJVQ

Cada olhar é busca cada olhar é espera teu olhar quem dera pudesse me descobrir oculto na névoa que há em mim. Estávamos juntos à tempos, quantas tristezas e quantos lamentos…   Vejo um sol a me colorir na verdade são dois, verdes de jade e de jasmim, alguém partiu de mim, e nada restou depois.   …

Continue lendo »

jul 27

Perder-se

perder-se

Perder-se em caminhos vãos em toda e tanta solidão. Perder-se sem destino em total desatino em total decepção. Perder-se ainda assim é destino é caminhada, é perdida jornada, mas é minha estrada que mesmo sem levar a nada me leva até você…

jul 26

Amanhã será sempre tarde.

imagesCAPT8HXH

Amanhã será sempre tarde para amar você será o tempo triste de um inverno que insiste em deixar tudo frio o mar o vento o rio. Tudo sem você é inerte e vazio. Meu coração já não tão menino é só desatino e solidão. As pobres palavras, estas, por entre as frestas se olham e desejam você. …

Continue lendo »

jul 24

Que pena…

Amy-Winehouse11

Que pena que nenhum de seus poemas pode te livrar da solidão que pena que seu pobre coração não teve pena de ti nem deteve desilusão… que pena ainda queria ouvir-te mais e tanto… ouvir teu singular e talentoso canto… agora é torcer por ti onde quer que estejas…  Foste cedo demais.

jul 23

Semeadores.

flores ao vento

Como sementes ao vento, as idéias humanas se propagam em busca de solo fértil. A fertilidade do solo de que é feito o coração humano consiste-se de inúmeras variáveis. Há o coração que tem sede de justiça, há o que tem a soberba em abundância, há aquele ainda que necessita do que é mais básico para …

Continue lendo »

jul 19

Jogar o jogo.

xadrez5

Cada um diante do tabuleiro da vida encontra suas próprias encruzilhadas, as dúvidas e as incertezas folhas que virão e folhas já viradas. Cada ato cada fato cada instante e cada hiato, cada momento e cada tormento de repensar e refletir, inspirar e decidir. Somos os donos de nosso destino, façamos nossas escolhas, afinal a …

Continue lendo »

jul 18

Mãos que se abrem…

imagesCAWXDZ0C

Na palma de tua mão a flor… o espinho e o perdão, na palma de tua mão a dor a rosa ferida a prosa perdida a força e a união, na palma de tua mão tudo é só lidar tudo é sólidão. Nas tuas mãos o mundo, a capa a espada e o escudo, Nas tuas …

Continue lendo »

jul 12

Distância

infinito-estrada-distancia

  A minha amiga distância me mostou tesouros. Mostrou mais, mostrou sonhos reais, me mostrou que as pessoas queridas e feridas por mim, me fazem falta, sinto falta de todos e de todas, sinto falta das caras e das bocas, sinto falta de estar aí com vocês e de ser um de vocês. Não é …

Continue lendo »

Posts mais antigos «