«

»

jul 24

Que pena…

Que pena que nenhum de seus poemas pode te livrar da solidão

que pena que seu pobre coração não teve pena de ti nem deteve desilusão…

que pena ainda queria ouvir-te mais e tanto…

ouvir teu singular e talentoso canto…

agora é torcer por ti onde quer que estejas…  Foste cedo demais.

Deixe uma resposta