«

»

jul 26

Amanhã será sempre tarde.

Amanhã será sempre tarde

para amar você

será o tempo triste

de um inverno que insiste

em deixar tudo frio

o mar o vento o rio.

Tudo sem você é inerte e vazio.

Meu coração já não tão menino

é só desatino e solidão.

As pobres palavras, estas,

por entre as frestas

se olham e desejam você.

Ainda caminho em becos

todos como eu secos

e buscando os passos teus

lembro ainda da chuva e daquele adeus..

Como lembrete amargo

coisas que comigo trago

marcadas em minha lembrança…

O tempo passou e eu me perdi de você.

Amanhã será sempre tarde

para encontrar você.

Deixe uma resposta