«

»

ago 23

Caminhos

Os caminhos que fazemos

nos levam sempre a nós mesmos,

assim nossos caminhos tecemos,

querendo sempre por fim chegar,

estamos sempre a recomeçar.

Nosso ponto de partida

de forma variada e sortida

é sempre o dentro de nós.

Nosso ponto de chegada,

o final de nossa única estrada,

é o eu sem fim

incompleto e inacabado

introspecto e maculado

semi-liberto e semi-iniciado.

A viagem para dentro de mim.

Deixe uma resposta