«

»

out 08

Diáspora

Caminho rumo ao desconhecido,

lá onde não sei o que há,

onde ainda não cheguei.

Caminho por caminhos onde jamais andei.

Não vejo o sol, não vejo a lua,

vejo estrelas no chão no meio da rua,

cada estrela se apagando,

em gotas de orvalho,

que vão secando.

Em cada canto o desencanto,

de quem ainda não chegou

nem irá chegar.

Até quando eu devo caminhar?

Caminho rumo ao desconhecido…

onde ainda não cheguei,

caminho por estranhos caminhos,

onde eu jamais chegarei.

Caminho para dentro de mim.

Deixe uma resposta