«

»

dez 23

Depois da chuva

Chovia enquanto nosso amor morria,

ele, o nosso amor,

sem o abrigo do afeto,

tornou-se um deserto,

onde as flores murchas da paixão,

jaziam ressequidas e mortas pelo chão.

Tudo depois da chuva virou pó e solidão.

 

 

Deixe uma resposta