«

»

dez 29

Taí

 Transbordas nas próprias limitações,

como quem em si transporta,

não um, mas diversos corações…

coração de mãe, de menina, de pai e de mulher,

de uma específica e de uma qualquer,

da que sorri e da que chora,

muito mais por dentro do que por fora.

Por dentro às vezes mil tormentos,

por hora… desejos de Pandora.

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta