«

»

dez 30

Ano novo

Amanhã o ano se finda,

com ele sonhos e desilusões se vão,

depois de amanhã outros sonhos nascerão.

Como em toda manhã,

nascem com o sol novas esperanças,

seremos novamente eternas crianças,

caminharemos na aurora de um novo ano,

como quem tateia na bruma em busca da luz,

passos e repassos de versos e reversos,

seremos novamente serenos e perversos

carregando a nossa cruz.

Mas caminharemos na paz

e na guerra nossa de cada dia,

seremos monarcas e plebeus,

pobres Julietas de nenhum Romeu,

todos felizes num eterno adeus.

Ao ano que enfim se inicia,

daremos o melhor de nossas vidas,

faremos de novo a melhor dieta,

seremos novamente o melhor atleta,

 nesse ano novo que de novo começa,

reprometeremos a antiga promessa,

ao ano novo vida nova,

como quem sempre se inquieta,

buscando novamente o ômega o alfa

e enfim o beta.

Deixe uma resposta