«

»

abr 24

Guarda-te

Guarda-te de mim,

e do meu amor,

pois onde você for,

lá estaremos,

eu e minha solidão,

caminhando rente a ti,

a caminho do teu coração.

Guarda-te portanto,

de toda e qualquer tristeza,

de todo e qualquer quebranto,

de toda e qualquer saudade,

guarda-te da minha vontade,

e seja em ti uma fortaleza,

e seja em ti toda alegria,

pois onde você for,

lá estará a minha poesia,

lá estará o meu amor.

Deixe uma resposta