«

»

jul 06

La luna

A lua me olha neste instante,

ri de mim toda cheia de si,

quase me esqueci

de que ela me é nova,

como essa minha trova,

boba e displicente

que nenhuma gente

há além de mim ler,

a lua ainda mais vai crescer,

mas antes desse instante,

a lua há de ser mais minguante,

e plena lua cheia e nova

crescente como do meu amor a maior prova,

e ela a lua há de mexer na maré que há de te molhar,

e assim a lua nua para sempre há de te invejar.

Deixe uma resposta