«

»

nov 20

Arribação

O veneno, o ácido e o fel,

com os quais enchi teu cálice,

transbordaram do meu coração.

Para consertar atos,

juntar cacos,

e versos de reparação.

As marcas porém

persistirão

em cada pedaço colado

dessa tosca reparação

como marcas no tempo

e aviso de convulsão.

Os tremores e temores,

sempre se anunciam,

se imiscuem,

e se infiltram,

e intrigam,

como ervas na plantação.

Poderão crescer juntas,

mas como aves distintas,

quando o inverno tirar o verão,

tomarão diversas esquinas,

em última arribação.

 

Deixe uma resposta