«

»

dez 24

Que brilhe sobre mim

Saio novamente a procura do dia, a noite ainda mal dormida recusa-se a despertar, vejo ainda pequenas estrelas distantes que teimam em tentar alumiar. A noite ainda teimosa, tarda em se despedir, tudo ainda é noite, por mais que eu procure o novo dia.

Caminho assim olhando os caminhos que outros fizeram e que também como eu procuravam a manhã de um novo tempo.

Que a luz desse novo tempo desse novo dia possa raiar enquanto tenho passos para caminhar. Sinto que o tempo amigo da brisa, caminha também comigo como a querer que eu simplesmente me esqueça, que brilhe sobre mim essa manhã ainda não nascida.

Deixe uma resposta