«

»

fev 27

Pedaços dispersos

E caminho apenas só, das tuas pegadas apenas o solitário pó, marcas dos passos que deste para longe de mim, sobrando agora sim a parca sombra de tua passagem. E eu nesta solitária paragem me abrigo nos poemas tristes e cadentes, se você ao menos lê-se-os por inteiro, veria neles os pedaços dispersos de mim.

Deixe uma resposta