Arquivo por mês: Fevereiro de 2013

fev 19

Concordata

Eu sabia que eu não deveria querer-te. Qualquer oportunidade de um simples flerte deveria ser banida de minha vontade. Áh, mas essa vontade por inteiro me invade e tudo ao redor de mim era você. Não sabia pensar em mais nada, só mesmo lembrar aquela madrugada que juntos vimos nascer. E tudo ali nascia mesmo …

Continue lendo »

fev 14

Absolvição.

Escrevo descrevendo o meu coração, se há sentido nisso, o sentido é introspecção. Caminho por entre as letras que me levam por caminhos estranhos, as vezes sublimes as vezes tacanhos. Esses caminhos tortos e sombrios, como tão o é meu coração, carecem de flores, sobram espinhos, tudo é tão mesquinho quando soletro solidão. Cada caminho …

Continue lendo »

fev 14

Antídoto e veneno

Nada a contento, quando tudo que me vai por dentro, é o total desabamento, do que sinto e do que fomento. Nas tuas entranhas, não mais estranhas, libido e tormento, prazeres e sofrimento. Nada me despe mais, que o teu olhar tao voraz, que a tua boca entreaberta, como janela indiscreta, que sussurra e que …

Continue lendo »

» Posts mais novos