«

»

jun 09

Jardim

Semeavas flores em campos de dores

e de campos de amores perdidos que são

são campos em dores paridos do amor,

de todas as flores caídas no chão.

Em cada morto amor,

e em cada canto mudo,

jazia no leito uma dor

no peito mais profundo.

Em cada céu de anil

em cada voz que partiu

a flor da nova dor

que no coração floriu.

Em cada semente caída,

na morte de sua forma externa,

um germe de amor revolvida,

ressuscitava a primavera.

Deixe uma resposta