«

»

out 04

Miragem

21176_519994571394182_373169696_n

E toda vez em que meu amor se for,

para um país distante,

em verso dissonante,

descreverei a minha dor.

Que num mesmo e único instante,

de flor em punho errado errante,

envolverei-te no meu verso,

e do adverso dessa tanta dor

serei a rutilante miragem,

no fim do reverso,

do deserto desse nosso amor.

 

Deixe uma resposta