«

»

dez 18

Oferendas

1005496_1415402405340296_469030266_n

Oferto a flor que não plantei,

e a dor que não senti,

a alegria que não desejei,

e a verdade que eu menti.

Oferto o flerte não desejado,

e o beijo nunca dado,

o abraço mais afastado,

e de maior distância,

e com toda essa minha arrogância,

que eu jamais admiti.

Oferto o voto de confiança,

que eu jamais consenti.

Oferto oferendas e prendas,

que eu jamais quis dar,

dou o vazio para preencher,

o amor que você quis amar.

Oferto somente a minha dor,

foi o que me sobrou,

dou ela que não mais me dói,

apenas me corrói,

como um ácido chamado saudade.

 

Deixe uma resposta