«

»

mar 07

Escolho

infinito-estrada-distancia

E tanto faz se nada faz sentido,

se o que eu carrego comigo,

não satisfaz nem nunca fez,

é apenas a pena do tempo perdido,

da minha total insensatez.

Colho o escolho

do abandono

a que te deserdei.

 

 

Deixe uma resposta