«

»

out 10

Tua juta

10592665_491386787630942_782080457367998667_n

Faça assim…

de cada canto de mim,

um bordel do teu festim.

E a cada vez que me usar

seja sempre para marcar,

e quando o teu afeto secar,

que tua fome seja tanta,

e que seja eu a única,

e a derradeira santa,

como fui a vez primeira,

a imaculada túnica

do teu primeiro amor

e quando nada mais restar

a não ser dor e mal estar

seja eu a tua santa e a tua juta

com a qual fará a tua mortalha,

como me fizeste a tua puta.

 

Deixe uma resposta