«

»

out 15

O Eu

tumblr_llgfwf7Z5q1qgh2aoo1_500

Caminharei por minhas entranhas,

em busca do nosso amor,

cada palavra maldita,

uma rima descrita,

do tanto da minha dor.

Percorrerei a tua libido,

como quem busca um abrigo,

e no âmago da tempestade,

navegarei de mim perdido,

buscando na tua castidade

absolvição e castigo.

Dar-te-ei o eu aflito,

como quem anda proscrito,

nos caminhos da perdição,

dar-te-ei o eu conflito,

o eu ainda maldito,

o eu ainda em construção.

 

 

 

Deixe uma resposta