«

»

nov 03

Grão

392635_352813711502122_1896919201_n

Trago nas mãos a tua insensatez,

trago em farpas a minha timidez

trago o antepasto

da tua absolvição

de cada caminho não ido

um destino na escuridão.

Trago aqui a tua promessa morta

escondida embaixo do tapete de cada porta

varrida da tua vida feito poeira no chão

cada grão de terra uma solidão.

 

Deixe uma resposta