«

»

dez 06

Amanhece

 

images

Amanhece em mim o gosto amargo,

que o largo da tua boca

oca da vontade de me querer.

Amanhece em mim teu último escarro,

teu botim

de total descaso

do teu desejo de não me querer.

Amanhece em mil a cinza do teu cigarro,

fria e morta

como a veia aorta

seca do teu viver.

Amanhece em mim

o teu descaso

do último caso

do último dia a amanhecer.

 

Deixe uma resposta