«

»

jan 16

Caminho

caminhar3

Caminho por entre a multidão,
cada face estranha a entranha da solidão.
 
Caminharei por teu coração
semeando o meu eterno amor
cada semente fecunda
um novo amor que inunda
o deserto da minha dor.
 
Caminharei sereno
com meu peito aberto
ao afeto incerto do teu ser
 
Sorverei o teu veneno
buscando o teu afeto
em cada lágrima que nascer.
 
Caminharei descalço
ao teu encalço onde você for,
e cada passo que eu der
me levará onde estiver
a flor do amor do meu amor.
 
E cada verso mal dado
mal feito e mal amado
será verso em flor
do fel mais que amargo
do adeus do meu amor.
 

Deixe uma resposta