Arquivo por mês: maio 2015

maio 18

Poema Metalúrgico

Olhem, olhem estas mãos As tuas próprias mãos São mãos trabalhadoras Não são mãos de patrão São mãos generosas Hábeis mãos operosas Que geram como se úteros fossem A riqueza maior que há Que é a riqueza de trabalhar.   Mas essa riqueza tão grande Tão imensa e tão sagrada Há ora jaz guardada No …

Continue lendo »

maio 15

Fiz-me

by Ivano Cheli

Caminhei por teus cabelos em cada afago do meu amor caminhei por tuas curvas em cada beijo sem pudor   Fiz-me em ti o suor frio fiz-me o fel e também o mel fiz-me em ti o arrepio fiz-me chuva do teu céu.   Me perdi no teu desejo em cada sonho acordado que me …

Continue lendo »

maio 01

Amar você

O óleo derramado o desejo abandonado os cabelos repletos do teu perfume tuas lágrimas secando todo pranto.   Deixe eu chorar eu prefiro a morte do que qualquer outra sorte de estar sem você   Banho-me no teu ventre o ardente desejo de você quero-te tanto que todo e qualquer pranto será só pra te …

Continue lendo »

maio 01

Agonia

Nada do que você possa me dizer vai mudar tudo o que aconteceu A triste história do nosso amor que jamais aconteceu   Desesperados na estrada da agonia esbarramos um no outro como gotas de uma mesma chuva fria   E nos misturamos como tinha que ser e escorremos na sarjeta como enxurrada descemos ao …

Continue lendo »