Arquivo por mês: agosto 2015

ago 25

Aparto-me

297761_1746560322055_77215_n

Estreito o meu peito ao teu dele aparto-me reparto-me aperto-me entre os caminhos que não fiz traço no chão linhas de giz cada risco um risco de morte que de tal sorte cada risco é um descaminho um descalabro um caminho que reparto um caminho que desfaço Cada parto deste caminho a matiz que eu …

Continue lendo »

ago 24

Fardo

O fardo tanto da tua ausência faz-me a curva do tempo vergo meu corpo sob o peso da tua saudade tudo mais não importa.   Caminho lento caminho quieto caminho no lamento do tempo incerto   tenho só momentos de nada tudo em mim se foi contigo.

ago 07

Alegro-me

Hendro alramy's Photography

Alegro-me quando vejo o teu sorriso no mesmo espelho em que noto o meu olhar.   Alegro-me quando sinto teu abraço e teu beijo que me faz despertar.   Alegro-me quando te sinto a  saliva doce como se assim fosse o mel em que me sirvo.   Alegro-me ao te abraçar ao sentir o teu …

Continue lendo »

ago 05

A jura

Chong Kin

De todas as horas perdidas no avesso do teu amor de todas as pragas ditas em cada espinho de flor   E em cada canto maldito de cada lamento dito de cada lembrança vivida de cada dor esquecida.   De todas as juras malditas de cada descaso da minha dor a jura mais maldita é …

Continue lendo »