«

»

set 29

Deserto

homem-no-deserto

Há em mim um deserto
cada grão de areia
uma sentença de saudade,
cada brisa ligeira
um canto sem maldade
cada poente um repente
a ser cantado
há em mim um deserto
um mundo inteiro desabitado
cada grão de areia
cada dia que passa
cada brisa passageira
cada verso que eu faça
vão fazer-me florir.
 
 

Deixe uma resposta