Arquivo por mês: agosto 2016

ago 16

Sobras (ao som de Joe Cocker)

405394_451969828170834_1125046882_n

Olho ao redor não há nem a sombra de mim nossas pegadas se apagaram na brisa de nossa última noite nada restou de nós a saudade então se tornou um dom é ela a senhora de mim. Caminho preso a ela como quem não quer largar as próprias correntes. Tenho todas as cicatrizes ainda abertas …

Continue lendo »

ago 16

Nossa fé

Que toda fé se eternize na santa sé da igreja que nos harmonize No altar do nosso amor no púlpito de tantas palavras no terreiro de nossa cor no andor de nossas almas. Que nossa fé seja humana e mesmo assim divina sinhá e mucama idosa mulher e menina Que seja a fé mais que viva na mistura …

Continue lendo »

ago 09

Entre os teus dedos

Tuas mãos estão vazias de mim nelas fiquei por um momento tênue curto abrupto como grãos de areia escorri por entre os teus dedos nada me poderia reter entre as tuas mãos nada poderia ser assim não poderia ser eu o único a ser retido e derretido por teu coração frio não poderia imaginar que …

Continue lendo »

ago 09

Varro-me

Varro-me com o vento da saudade do abraço de agora a pouco um abraço e um sussurro rouco de quem ainda carrega um pedaço de ti. Me pego em lembranças mortas de tantas vezes em que te fechei as portas das tantas vezes em que te neguei das vezes em que eu não te amei. …

Continue lendo »