«

»

jul 27

Teimosia

De cada verso que eu faça soar,
de cada decassílabo que eu faça ouvir
de cada pranto que eu possa chorar
e de cada saudade que eu possa sentir.

Faremos o amor maior que houver
e se você ainda quiser
seremos mais
em cada abraço dado
em cada sonho sonhado
em cada manhã que vier.

Em cada olhar que trocarmos
em cada carícia sentida
em cada esperança que alentarmos
em cada manhã de nossa vida

E a cada sol que se pôr
ressuscitará em cada novo dia
caso haja o ocaso do nosso amor
numa estranha e eterna teimosia.  

Deixe uma resposta