Arquivo por mês: novembro de 2018

nov 14

Chumbo

Meus olhos ainda lembram quando você se foi era noite no mundo todo tudo era escuridão Hoje ainda caminho torto como perdido no horto da minha devassidão tudo é chumbo em meu coração  

nov 14

Vendado

De olhos vendados me entrego a ti cada vez que me deito ante a tua imortal lembrança como se fora de novo a criança que acreditou nos teus sonhos… Eles se foram e a criança cresceu deixou as ilusões pueris tudo se perdeu Quase sempre é assim ao pensar em você esqueço de mim quase …

Continue lendo »